NOTÍCIAS
Slider

Notícias

Pesquisas são promissoras para alérgicos ao trigo

Um projeto conjunto entre a Edith Cowan University (ECU) e a Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation (CSIRO), ambas da Austrália, revelou informações importantes sobre as proteínas que causam dois dos tipos mais comuns de sensibilidade ao trigo, a alergia não celíaca e asma ocupacional. Com uma estimativa de 10% das pessoas que sofrem de sensibilidade ou alergia ao trigo, causando uma série de problemas de saúde crônicos, os pesquisadores estão desenvolvendo testes que ajudarão a produção de variedades de trigo com baixo alérgeno no futuro. 

A professora de Alimentação e Agricultura da ECU, Michelle Colgrave, liderou a investigação. "Sabemos há muito tempo que certas proteínas do trigo podem desencadear uma resposta imune em algumas pessoas, mas agora desenvolvemos uma maneira de detectar e quantificar essas proteínas", disse a professora.  Leia mais ...

Fonte:https://www.agrolink.com.br/culturas/trigo/noticia/pesquisas-sao-promissoras-para-alergicos-ao-trigo_432998.html

mais noticias