Apesar de retração consumidora, fatores altistas ainda atuam nos preços das farinhas

Por Maíra Laskoski

O mercado de farinhas continua sob o efeito da retração da ponta consumidora, o que tem gerado lentidão nas negociações. As indústrias compradoras, diante do menor volume de vendas ao consumidor, trabalham com estoques “da mão para a boca”, o que dá espaço para pressionarem os moinhos por menores cotações de farinhas e garimparem preços.

Diante da necessidade de escoar o volume de produção, alguns moinhos têm cedido à pressão das indústrias. Outros, apesar do recuo nos preços do trigo para, em média, R$870,00/ton no Paraná e R$850,00/ton no Rio Grande do Sul, têm considerado os fatores altistas que têm atuado fortemente no mercado neste período, que são eles: os custos com os fretes, o dólar fortalecido acima de R$4,00, o aumento da energia elétrica em 17,5% e os custos com as embalagens que subiram cerca de 15%.

Continue lendo em http://www.afnews.com.br/balanco-semanal-de-farinhas/apesar-de-retracao-consumidora-fatores-altistas-ainda-atuam-nos-precos-das-farinhas.html

Mais Notícias